Cuidado com o tamanho da cintura!

A gordura não é simples depósito de energia para ser mobilizado em épocas de vacas magras; o tecido adiposo é metabolicamente ativo, particularmente aquele depositado entre as vísceras. Ele secreta mediadores inflamatórios potencialmente ligados ao desenvolvimento de doenças crônicas. Essa propriedade explica por que a gordura abdominal aumenta o risco de morte mesmo naqueles com valores mais baixos do IMC. As recomendações atuais são as de que a circunferência abdominal não ultrapasse 102 cm nos homens ou 88 cm nas mulheres. Já a relação circunferência abdominal/circunferência do quadril não deve ser maior do que 1,0 nos homens e 0,85 nas mulheres.

Cuidado com o tamanho da cintura!

Existe uma variedade de tratamentos à disposição para amenizarmos esse risco, diminuindo a circunferência abdominal, reduzindo medidas, sem a necessidade de passar pela sala de cirurgia. Tratamentos como mesoterapia ou intradermoterapia, infusão de gás carbônico (carboxiterapia), lipocavitação, hidrolipoclasia, entre outros. Os procedimentos citados, são considerados não-invasivo ou minimamente invasivos, são ambulatoriais, ou seja, podem ser realizados no próprio consultório, sem período de recuperação pós-tratamento.

Tratamentos para diminuir a circunferência abdominal

Para a definição do tratamento ideal, é importante realizar um consulta prévia com um profissional Biomédico que esteja capacitado e habilitado para tal, pois alguns destes procedimentos possuem contra-indicações. Uma avaliação bem feita contribui e muito para um resultado satisfatório ao final do tratamento.

É bom sempre manter em mente que todos esses procedimentos podem e irão contribuir para a diminuição de medidas, porém não farão milagres. Faz-se necessária a colaboração do(a) paciente para o sucesso do tratamento, alterando – quando necessário – alguns hábitos alimentares e aliando isso tudo ainda a prática de exercícios. Tenha Cuidado com o tamanho da cintura, ela diz muito sobre sua saúde.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *